A exposição teve lugar no centro do Espaço Cultural do Conjunto Nacional, na Av. Paulista, e contou com a presença de sete carros de corrida antigos e muitos outros objetos da época, como troféus, medalhas, livros e fotografias.

O coquetel de inauguração ocorreu no dia 15 de março de 2010, e teve a presença de pilotos, jornalistas, proprietários, homenageados e convidados especiais.

Troféu Baratinha

“O troféu Baratinha tem como objetivo principal premiar e homenagear todos aqueles que no passado trabalharam para o engrandecimento do automobilismo brasileiro.

Se hoje somos um dos países com maior número de vitórias em campeonatos internacionais, devemos tudo a um grupo de pessoas que, com seus esforços, arrojo e determinação dentro e fora das pistas, trabalharam de forma heroica para chegarmos até aqui. Lógico, a história não para e continua sendo produzida por vários novos pilotos, empresários, jornalistas e fotógrafos especializados, além de patrocinadores que confiam suas marcas a este esporte.

Por isso, o troféu Baratinha ganha maior dimensão, não só resgatando o passado como dando continuidade a esse processo evolutivo, premiando todos aqueles que se destacam dentro deste cenário esportivo.” – Paulo SOláriz

O troféu, criado por Soláriz, visa homenagear todas as personalidades que contribuíram para o esporte automobilístico no país. Não existe nenhuma outra honraria semelhante, e o troféu Baratinha conta com o apoio da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, que o tornou uma homenagem oficial dentro do esporte no Brasil. Também são homenageados os participantes que cederam seus carros para a exposição com o troféu Velocult.

Lista de homenageados em 2010
• Luiz Pereira Bueno – troféu recebido por Adriana, filha de Luiz Antônio Greco
• Bird Clemente
• Graziela Fernandes
• Camilo Christófaro – troféu recebido por sua filha Vilminha
• Chico Lameirão
• Jorge Lettry – troféu recebido por sua filha Emely
• Emílio Zambello

Compartilhar

Velocult 2010